13 de dezembro de 2009

Chiça! (do alemão "scheisse")


Referência bibliográfica:
Pierre BOURDIEU, Ce que parler veut dire - L'économie des échanges linguistiques, Paris, Fayard, 1982.

3 comentários:

c disse...

"still working"
resumiria quase tudo.

haverá algo pior do que alguém dizer: gosto de trabalhar.

até se pode gostar de fazer a coisa que temos de fazer para ganhar dinheiro. mas trabalhar!?

chiça!

rosa disse...

Não, não. Eu gosto de trabalhar. Nem faço questão em trabalhar intensamente e sem recompensa material, desde que seja naquilo de que gosto e para o qual tenho algum talento. Não suporto é prazos. Os prazos dão-me cabo da criatividade (para usar um eufemismo). Odeio capatazes, controleiros e cronómetros. Tudo com C. Com C de vão à merda.

O que acontece na minha profissão é que (já agora aproveito o Francisco da Holanda):

"Por conta de umas questões paralelas
Quebraram meu bandolim
Não querem mais ouvir as minhas mazelas
E a minha voz chinfrim
Criei barriga, a minha mula empacou
Mas vou até o fim."


É isso.
Vou até ao fim.
Não sei é de quê.

Isabel Sofia disse...

Idem, Rosa. Idem o post.Idem a parte final do teiu comentário...